2017 encerra com leve queda de vendas de carro zero para o consumidor

Em 2017 as vendas de carro zero no Brasil aumentaram 9,3% se comparadas em a 2016, porém os emplacamentos para o consumidor comum tiveram uma queda de 0,3% em comparação ao mesmo período.

Segundo a Federação dos Importadores, a Fenabrave, no ano passado, dos 2,1 milhões de veículos e comerciais leves vendidos, 1,3 milhão foram das concessionárias, o que representa 60% do total.

Em 2016, essa fatia era ainda maior e correspondiam a 1,3 milhão, ou seja 65,83% do total e foram vendidos 1.307.622 veículos e em 2017 foram 1.303.558, sendo que desse número, as vendas diretas de carro foram de 678.739 em 2016 e de 868.676 em 2017.

As vendas diretas aumentaram em 28% no ano passado em relação a 2016, e se enquadra nessa modalidade, carros para frotas, locadoras de veículos, taxistas, pessoas com deficiência e trabalhadores rurais que costumavam receber descontos nas compras.

As vendas diretas totalizaram 868 mil emplacamentos de carros em 2017, um aumento de 34% para 40% do total realizado.

O volume de vendas diretas no ano passado está dentro da média da última década, de 810 mil unidades, segundo a Fenabrave. Este número chegou a 830 mil nos últimos 5 anos e 750 nos últimos 3.

As vendas diretas são realizadas com a participação das concessionárias, destaca a entidade, quando envolve taxistas, portadores de deficiência e produtores rurais.

A venda direta nas lojas, de acordo com a Fenabrave, aumentou 24% no ano passado, em comparação a um ano atrás, indo de 209 mil para 261 mil unidades.

Os veículos mais dependentes dessas vendas são os picapes que são normalmente utilizadas para uso comercial. A Fiat Strada e a Toro estão entre as mais emplacadas em 2017, e 70% de suas vendas são voltadas para empresas.

O Hyundai HB20 foi o carro menos dependente das vendas diretas está entre os top 10 de vendas e liderou o emplacamento em 2017.

Os veículos que mais são dependentes da venda direta no país são: Chevrolet Montana, Fiat Strada, Volkswagen Saveiro, Fiat Fiorino, Renault Logan, Volkswagen Voyage, Fiat Uno, Fiat Toro, Ford Ranger e a Chevrolet S10.