Até 2047 a diferença entre os salários de homens e mulheres deve acabar

Image result for mercado de trabalho feminino

Daqui 30 anos, a diferença salarial entre homens e mulheres deverá acabar de acordo com cálculos feitos pela Oxfam Brasil. Para chegar a esse número, a entidade usou a velocidade que diminuiu essa distância nos últimos 20 anos, baseado em dados do Pnad e do IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, com uma projeção que considera o ritmo atual.

Anteriormente as mulheres recebiam 40% do valor que os homens recebiam, após dez anos elas passaram a receber 62% do salário deles, devido a entrada delas no mercado de trabalho. A média da renda do sexo masculino era de 1,5 mil reais em 2015 e das mulheres era 938 reais.

No mercado de trabalho elas são a maioria, porém representam 65% da faixa de renda menor de até 1.5 do salário mínimo, sendo dois homens por uma mulher mostra o relatório.

A população mais rica do país, segundo o estudo da Oxfam, apontou que 10% paga parcelas menores que sua renda com tributos que os 10% mais pobres.

A população mais pobre tem um gasto de 32% com tributos de tudo que recebe e os mais ricos de apenas 21% com pagamento de tributos.

A renda menor que é de pagamento de impostos indiretos no Brasil, representa 28% do que a população mais pobre ganha, e os mais ricos gastam apenas 10% da renda com esse tipo de tributo.

A população negra e as mulheres são os mais prejudicados com a diferença de acordo com os dados da Oxfam e estão entre três a cada quatro brasileiros com a renda menos favorecida. Do outro lado, os homens brancos são dois a cada três dos 10% mais ricos do país.

Elas ganham menos que eles em todos os cargos, aponta pesquisa, e em algumas áreas essa diferença pode chegar a 58%, como em cargos especializados e de graduação. Em cargos especialistas a diferença é de 47%, na coordenação 46,7%, encarregado e supervisores 28%, analistas 20% e assistentes e auxiliares 9%. Até nos casos de estágios e trainee elas ganham 16,4% a menos que eles.

As políticas de diversidade das empresas podem ajudar a diminuir essas diferenças.