Economista ensina como assistir pessoalmente a Copa do Mundo em

Image result for copa do mundo 2018

Especialista em economia da FGV, explica que uma pessoa que tem o desejo de ir ver pessoalmente a Copa do Mundo de 2018 que será realizada na Rússia, desde já deve começar a poupar dinheiro.

Esse evento que irá reunir 32 nações e tem o poder de cativar torcedores do mundo todo, já está próximo, e será realizado já em 2018 na Rússia. Segundo um especialista da FGV – Fundação Getúlio Vargas, para aqueles que desejam ir ver pessoalmente e ainda não fizeram nada para estar lá, é possível desde já economizar dinheiro para ir assistir o evento na Rússia em 2018. Mas já deixa claro que será uma viagem cara.

O primeiro grande passo para estar com um pé na Rússia em 2018 é a partir deste momento a pessoa poupar dinheiro. Segundo o especialista da FGV, Ricardo Teixeira, MBA em Gestão Financeira, sem dúvidas essa é a principal estratégia financeira para a realização desse sonho.

“Faça um orçamento detalhado: passagem, hospedagem, alimentação, transporte, ingressos e um extra para lazer e eventualidades. Uma viagem é lazer. A melhor coisa é se preparar para ela para que na volta você não precise mais se preocupar. Cada vez que for gastar com alguma bobagem, lembre-se que o objetivo é a viagem. São pequenas atitudes no dia a dia que fazem a diferença no orçamento “, diz o especialista.

Após essa poderosa estratégia que você também deve incluir em sua vida para outras finalidades, o torcedor já pode e deve pesquisar o local e o valor da hospedagem para assistir o evento. Ricardo aconselha que as pessoas devem procurar se instalar em uma cidade centralizada, ou seja, próxima onde serão sediados os jogos. O ideal ao fazer isso, é que a pessoa já busque comprar as passagens aéreas.

“Ficar hospedado em uma cidade central é o ideal. O sistema ferroviário russo liga quase todo o país. Pesquise se vale mais a pena financeiramente ir para uma outra capital europeia primeiro e depois comprar um voo low cost para Moscou ou a cidade que escolheu como base. Pode sair mais barato”, explica Ricardo.

Em relação ao câmbio entre moedas, o especialista diz que não vale a pena o torcedor adquirir rublos desde de já. As atuais taxas de câmbios estão altas, se possível, vá adquirindo aos poucos a moeda russa.

Tenha muito cuidado com o uso do cartão de crédito internacional, pois as taxas de IOF incluídas nas operações de câmbio costumam ser altas. Para concluir ele ressalta que os torcedores devem pesquisar muito antes de fazer esta viagem, ver as melhores opções de pacotes e quais os preços que as agências de viagem estão cobrando para um pagamento a longo prazo.

“Os pacotes de viagem têm a vantagem do parcelamento, mas é preciso ficar atento à incidência de juros. Esses juros são sempre maiores que qualquer rendimento. Por isso, pode ser mais vantajoso manter o dinheiro aplicado por mais tempo e parcelar em menos vezes”, ensina Ricardo.