Índice de Confiança do Empresário Industrial, caiu no mês de junho de 2017

Segundo uma nova pesquisa divulgada em de junho de 2017, a confiança do empresário que atua no ramo industrial caiu no mesmo mês. Os dados foram coletados e divulgados pela CNI – Confederação Nacional da Indústria.

A confiança do empresário industrial, é medido através do ICEI – Índice de Confiança do Empresário Industrial. O mês de junho registou um número de 51,9 pontos percentuais, um indício de um declínio de 1,8 ponto comparado ao mês de maio de 2017. Os dados revelam uma primeira queda após quatro meses consecutivos de estabilidade no índice.

A entidade avaliou a queda como uma dificuldade do país em superar a atual crise. Por parte dos empresários do ramo industrial, a crise é um grande problema que ainda afeta o segmento, fazendo com que eles se sintam menos confiante na economia brasileira.

No entanto, a CNI afirma que a linha dos 50 pontos ainda é uma área de confiança. Como o índice permanece dentro dos 50 pontos, o ICEI aponta que os empresários estão confiantes, embora o número tenha caído entre os meses de maio e junho. A entidade destaca que abaixo da linha de 50, o ICEI se torna um dado preocupante, caracterizando uma falta de confiança no mercado brasileiro.

Já em comparação com o mesmo período no ano passado, o ICEI mostra um crescimento de 6,2 pontos. No entanto, o índice ainda está abaixo dos 54 pontos que fizeram história e entraram “em nível aquém do necessário para estimular o investimento industrial”, segundo o pronunciamento da CNI. “Com a queda de junho, a confiança fica ainda mais distante do nível necessário para a recuperação da economia”, revelou Marcelo Azevedo, economista da CNI.

A pesquisa ainda revelou que o motivo pelo qual os empresários industriais estão menos confiante, é porque as expectativas para os próximos seis meses por parte dos empresários teve uma relativa mudança. A expectativa do empresário, que é medida por um indicador, caiu de 57,4 pontos no mês maio para 54,9 pontos no início mês de junho, gerando um sinal de alerta entre os empresários.

Além disso, o indicador da percepção industrial, que revela a situação atual do ramo industrial referente a economia do país, apontou que permaneceu estável. Esse indicador ficou nos 46 pontos no mesmo mês.

Já no índice por segmento, a pesquisa revelou após uma análise que a confiança do empresário industrial aumentou nas grandes corporações, atingindo os 54,1 pontos do ICEI. Quando a análise atingiu o setor de pequenas empresas, os números do indicador caíram para 48,4 pontos no mês de junho, demonstrando a falta de confiança do empresário industrial de pequena empresa. Os dados que foram divulgados, é referente a pesquisa realizada entre o dia 1º e 12 de junho, com um total de 2.958 empresas.