Demanda por viagens aéreas dentro do país aumentou 2,55% em maio de 2017

 

Resultado de imagem para avioes

As viagens aéreas entre estados brasileiros foram mais procuradas no mês de maio desse ano em comparação ao ano passado. Segundo os dados, houve uma alta de 2,55%, seguindo um crescimento consecutivo de três meses comparado aos mesmos meses de 2016. Os resultados anteriores foram de 5,90% no mês de março e de 3,20% no mês de abril.

A “Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear)“, divulgou os novos dados no dia 22 de junho, referente as operações realizadas pelas empresas: Azul, Avianca, Latam e Gol, que somam cerca de 99% de todo o mercado aéreo doméstico brasileiro.

A oferta também registou uma forte expansão de 3,24% no mês de maio, o que é maior que a própria demanda. O fator de aproveitamento chegou a 0,53 ponto percentual, fazendo com que 77,92% dos assentos disponíveis ficassem ocupados no mesmo período.

Esse fator contraditório mostra a primeira desestabilização do mercado desde o mês de abril do ano passado. Segundo a Abear, foram cerca de 7,1 milhões de viagens com destinos a estados brasileiros, o que representou uma alta de 4,12% no mês de maio.

A entidade ainda relatou que as observações mostram resultados baixos em relação ao número de oferta desde 2012, com exceção do mês de maio de 2016. Já no caso da demanda, do fator de aproveitamento e do volume de passageiros, os resultados mostram números muito baixos desde 2013.

A Abear relatou que existem atipicidades que ocorrem por causa da instabilidade econômica do Brasil, sendo assim a entidade revelou que:

“Isso dificulta análises seguras e limitadas para a realização de projeções”.

A entidade ainda comunicou uma observação de que o mês de março encerrou o ciclo de retrações da demanda, que teve início no mês de agosto de 2015. “Nos meses de março, abril e maio de 2016 o mercado registrou as piores variações de todo o ano passado.”

Dentre as empresas aéreas, a Gol foi quem liderou a participação do mercado dentro do Brasil, com um total de 35,28% no mês de maio. Logo em seguida aparece a Latam, com 32,52%, a Azul com um total de 19,02% e por último a Avianca com 13,18% da participação do mercado brasileiro.

O mercado internacional também registrou crescimento no mesmo mês em comparação ao mesmo período de 2016. Segundo a entidade, o crescimento foi de 11,98% da demanda, que manteve a alta em oito meses consecutivos.

Mesmo com os aumentos recentes, a entidade ainda observa que o mercado tem passado por uma evolução baixa nos três meses citados. Tanto no mercado doméstico quanto na demanda internacional, o crescimento segue em um ritmo bastante lento.

Segundo a Abear, a oferta de passagens internacionais teve uma expansão de 8,90% em maio. No entanto, a demanda teve um avanço maior que a oferta, o que fez com que o fator de aproveitamento chegasse a 2,33 pontos percentuais. Sendo assim, 84,58% dos assentos disponíveis para viagens internacionais, foram ocupadas no período.

O balanço geral para os meses entre junho e agosto deste ano, só serão divulgados oficialmente em setembro de 2017 segundo a Abear. Até lá, as expectativas são boas para o setor aéreo no Brasil.