Os 5 erros mais comuns na declaração do imposto de renda

 

Resultado de imagem para imposto de renda 2017

A declaração do imposto de renda de 2017 está quase chegando no prazo máximo. Boa parte dos declarantes já entregaram a sua declaração, no entanto, alguns brasileiros ainda insistem em deixar para a última hora. Esse erro comum de deixar para declarar no último momento, pode trazer consequências sérias, como a perda do prazo (multa mínima de R$165,74), ou o preenchimento incorreto na hora de fazer a declaração.

Todos os anos milhares de erros são constados nas declarações do imposto de renda. Porém, há alguns erros muito comuns que a maioria dos brasileiros cometem, as vezes por não saber, ou pela pressa em declarar o IRPF. Se você ainda não declarou, fique atento aos 5 erros cometidos na declaração do imposto de renda para não cometê-los, e se você já declarou, confira se sua declaração foi feita corretamente.

As principais características de quem comete erros ao declarar o IRPF, são:

– Não guardar comprovantes de compras e pagamentos.

– Deixar a declaração pra última hora

– Pagar mais do que necessário

Confira os 5 erros mais comuns dos declarantes:

  1. Não planejar o IR durante o ano

A falta de planejamento é sempre um dos principais erros cometidos em qualquer circunstância. No caso da declaração do IRPF, o declarante que não se planeja, não guarda os comprovantes dos serviços e produtos pagos. Esse erro é muito comum, pois muitas pessoas se esquecem do imposto de renda, por isso joga fora os comprovantes que serão necessários na hora de declarar. Com isso, o declarante perde a oportunidade de comprovar também as suas despesas, e assim acaba perdendo dinheiro.

  1. Deixar tudo para a última hora

O programa para realizar a declaração do imposto de renda, está disponível para download desde o começo do mês de março, no entanto, muitos brasileiros nem sequer baixaram o programa ainda. Deixar para fazer a declaração no último momento, pode fazer com que o declarante perca o prazo, e aí acabe tendo que pagar a multa. Nesse caso, o declarante também acaba por perder dinheiro por causa de um erro que pode ser evitado apenas com a antecipação da declaração.

  1. Preencher a declaração incorretamente

Declarar pela primeira vez o IRPF pode ser um pouco difícil e ocasionar alguns erros no preenchimento, no entanto, até mesmo os declarantes de longa data acabam cometendo erros na hora de preencher a declaração. Os erros mais comuns de preenchimento é se esquecer ou não colocar os dependentes daquela renda, como por exemplo, uma mãe idosa que dependa daquela renda, ou os filhos com menos de 21 anos. Outro erro no preenchimento, também é sobre os dependentes, nesse caso o erro é declarar uma pessoa como dependente que tem uma renda própria.

  1. Não fazer a declaração completa

Escolher a opção mais simples, as vezes pode sair mais caro. No caso da declaração do imposto de renda, existe a opção simplificada e a completa. As duas opções formam uma única declaração, o que difere é que, na opção simplificada, é feito uma estimativa de gastos, e assim uma estimativa do valor a se pagar. Já a completa, é feito todos os lançamentos de comprovantes, e a partir deles, é feito o cálculo muito mais preciso do quanto o declarante deverá pagar. Por isso, a declaração simplificada pode ficar mais cara.

  1. Não declarar ou esconder coisas

Essa prática é muito comum e muito perigosa, pois todo mundo sabe que uma hora ou outra a Receita Federal acaba descobrindo um item não declarado. Outros dados lançados no sistema, como as declarações feitas pelos bancos e pelas empresas, acabam gerando um gráfico sobre a vida econômica do declarante, por isso a Receita Federal sempre sabe dos bens materiais que o declarante possui.