Moeda americana fecha abaixo de R$ 3,10

Na volta do carnaval a moeda americana que chegou a R$ 3,11 na última sexta-feira voltou a cair e fechou abaixo de R$ 3,10. A moeda americana recuou e agora fecha a R$ 3,09, mesmo valor do inicio da semana passada. Com o feriado do carnaval o mercado ficou fechado durante os dois primeiros dias da semana.

De acordo com especialistas, a moeda americana recuou cerca de 0,65%. O recuo aconteceu depois que a moeda havia acumulado uma baixa de 1,20% no mês de fevereiro. Durante a primeira sessão da semana, nesta quarta-feira de cinzas a máxima do dólar foi de R$ 3,12, mas que no final da sessão acabou caindo para R$ 3,09.

Os jornalistas da Reuters afirmam que a primeira sessão da semana acabou sendo influenciada por declarações feitas pela Federal Reserve. A Fed é o banco central dos Estados Unidos que alegou que nos próximos dias haveria um aumento na taxa básica de juros na América.

No inicio da sessão a moeda se valorizou muito diante do real. Mas depois das declarações que William Dudley, presidente da Federal Reserve de Nova York, e do presidente da sede de São Francisco, John Willamns fizeram em relação a alta dos juros, a moeda caiu.

O presidente da Fed de Dallas, Robert Kaplan, defendeu o aumento do juros alegando que se fazia necessário, mas que isso não influenciaria no valor da moeda fora do país.

Especialistas afirmam que o valor da moeda americana cai no Brasil porque a inflação no país tem recuado. O dólar não consegue ter força para continuar a se valorizar diante do real, e que esta é a tendência para pelo menos até o final do ano.

Por causa da baixa o numero de brasileiros com passagens marcadas para o exterior aumentou. Obviamente o numero de brasileiros comprando a moeda americana também tem subido desde o inicio de fevereiro.

A previsão e de que até o final do ano os brasileiros voltem a gastar bastante no exterior, principalmente em Nova York. A cidade é a capital de compras para a maioria dos brasileiros que vão fazer compras fora do país.

Por enquanto a perspectiva dos economistas, é de que o dólar chegue a custar no máximo R$ 3,30 até o final do ano. O boletim foi divulgado pelo Banco Central nesta quarta-feira.

Já para o ano que vem, acredita-se que a moeda vai ficar mais estável, acima dos R$ 3,40.